Fotógrafo, Yixun Sun

Destaque / Destaque Criativo
MirageC
948600830
Richard Newstead
jul. 23, 2019
Divertido, colorido, conciso e conceitual são apenas algumas palavras para descrever o trabalho de Yixun Sun (MirageC). Com um dom natural para ver composição e espaço, seu trabalho ganha vida com imagens empolgantes que nossa equipe criativa e clientes amam!
[Richard Newstead]: Você pode me contar um pouco sobre a sua história?
[Yixun Sun]: Eu nasci e cresci em Qingdao, uma cidade costeira na China com muita área verde e um horizonte lindo. No verão de 2008, eu ganhei do meu pai uma câmera DSLR como presente por embarcar em uma universidade, o que me deixou muito feliz pois antes eu só usava câmeras de telefones para tirar fotos. Eu estava estudando TI na universidade, e durante aquela época eu passava uma boa parte do meu tempo explorando a cidade com a minha câmera, e publicando fotos online para mostrar para os meus amigos.

[RN]:  Como você começou a publicar na Getty Images?
[YS]:  Eu estava acostumado a compartilhar boa parte dos meus trabalhos no Flickr. Então recebi um convite para publicar na Getty Images através do Flickr há uns 8 ou 9 anos, mas não me joguei nessa oportunidade imediatamente.  Naquela época, meu melhor amigo que amava fotografia tanto quanto eu me disse: "Nossa! Suas fotos foram selecionadas para estar na melhor agência de fotografia do mundo!" Esse foi um dos meus melhores momentos. Nos anos seguintes, eu me fiquei obcecado em fotografar os cenários da cidade e publicá‑los na Getty Images. Mas um dia eu percebi que na fotografia sobre cidades, eu era um mero registrador. Além disso, com o passar do tempo, o trabalho inevitavelmente se torna homogêneo. No meu coração, eu queria fazer algo mais interessante e criativo, então mudei para fotografia conceitual e de natureza morta. Com luzes de estúdio e apetrechos, eu poderia organizar tudo sozinho.
[RN]:  De onde você tira as ideias das imagens que você produz? Elas são tão simples, mas tão inteligentes!
[YS]:  Estou acostumado a seguir as notícias do mundo através de programas de TV e assinaturas de revistas. Por exemplo, dos relatórios anuais de várias empresas e negócios, eu penso em muitos pontos importantes e temas para fotografar, enquanto com algumas revistas de moda ou arte eu posso identificar as tendências de cores populares atualmente. Eu combino todos esses elementos na minha cabeça para dar vida a minha ideia e fotografá‑la. Como você disse, muitos dos meus trabalhos são realmente concisos. Eu quero expressar conceitos específicos de uma maneira simples e deixar espaço na imagem para dar ao cliente uma flexibilidade para como ele quiser usá‑la. Recentemente, eu comecei a adicionar mais elementos, além de exibir conceitos mais complicados.
[RN]: Nós amamos o seu trabalho de natureza morta! Você faz e encontra os apetrechos sozinho?
[YS]: Meus apetrechos veem de lojas locais de arte, mercados e lojas online. Muitos deles podem ser usados como são, enquanto outros precisam ser alterados. Se esse for o caso, eu uso algum tipo de equipamento de processamento, como uma máquina de corte a laser ou um dispositivo básico de arte manual. Ser um fotógrafo de natureza morta me ensina muitas coisas além da fotografia.

[RN]: Você tem uma imagem favorita?
[YS]:  Meu trabalho favorito é esse grupo de flores recombinadas. Primeiro, eu planejei simplesmente fotografar algumas flores com o plano de fundo preto. Quanto mais flores eu fotografava, mais eu pensava que seria melhor se as flores pudessem ser combinadas com todas as suas cores e formas. Usei o Photoshop para combiná‑las de camadas em camadas, usando máscaras de várias formas para criar esses formatos diferentes. Conforme eu brincava com isso, o trabalho se tornava mais lindo e incrível.
[RN]:  Você tem muitos cuidados com as cores. Isso é um dom natural ou você tem experiência com arte e/ou design?
[YS]:  Eu não me formei em arte e design, mas li alguns livros sobre esse tema enquanto aprendia sobre fotografia, o que sem dúvida influenciou grandemente na minha percepção de cor. No começo da minha carreira, eu realmente precisava me esforçar para conseguir o esquema de cor, mas esse processo se tornou mais fácil com o passar do tempo.

[RN]:  Qual é o seu aplicativo favorito?
[YS]:  Para fotógrafos como eu, aplicativos como Evernote são indispensáveis. Ele me permite guardar inspiração, planejar projetos, imprimir listas de ensaios no mesmo lugar, o que é muito eficiente e conveniente.

[RS]:  Quem é o seu fotógrafo favorito?
[YS]:  Jess Bonham e Mitchell Feinberg são os meus dois fotógrafos favoritos.
O trabalho de Jess Bonham é divertido e cheio de imaginação. Algumas de suas fotografias abstratas mostram um design lindo e altamente conceitual. Já o trabalho de Mitchell Feinberg oferece às pessoas surpresas visuais com o melhor controle de luz e pós‑processamento.
Fotógrafa, Evelyn Martinez