Turista X Viajante

Tendências / Bem-estar
MStudioImages
1069737450
Andrea Kwamya
jan. 29, 2019

Recentemente, a publicidade de viagem vem inspirando as pessoas a não visitarem lugares populares. E isso não é sem querer. Hoje somos mais do que nunca cidadãos globais, passando por diferentes países a trabalho e até mantendo relacionamentos à distância. Muitos profissionais conseguem visitar um amigo para comemorar o seu aniversário do outro lado do Atlântico, e ainda voltam ao escritório na segunda‑feira seguinte. Além disso, a tendência ‘bleisure’ (negócios e lazer) aumentou consideravelmente nos últimos três anos entre os Millennials. Eles começaram a estender suas viagens de trabalho para terem tempo de conhecer lugares por motivos pessoais. E como estamos viajando com mais frequência e voltando aos mesmos lugares regularmente, as pessoas se sentem em casa e conectadas com seu destino. Eles querem ser vistos como visitantes de honra e não como turistas.


E como estamos viajando com mais frequência e voltando aos mesmos lugares regularmente, as pessoas se sentem em casa e conectadas com seu destino.

Antigamente, a facilidade de viajar, o conforto dos resorts e atrações com guias turísticos asseguravam o cliente. Ao invés de contar com agentes de viagem e atrações turísticas locais, os viajantes contemporâneos usam a tecnologia para encontrar tesouros escondidos dentro de um país para criarem suas próprias experiências. Em uma era de compartilhamento social, avaliações online de destinos ajudam viajantes a encontrar joias perdidas; quais lugares são seguros; e onde vale a pena pagar mais para conhecer, ao invés de ir em um lugar e ver a mesma vista e pagando muito mais por isso. Como resultado, as imagens sobre viagens são menos controladas pelas empresas de turismo e mais pelos viajantes individuais que exploram além dos caminhos usuais.

A realidade de hoje é que a inspiração do viajante vem do Instagram, Trip Advisor e Foursquare. O desejo de encontrar seu segundo lugar no mundo é difícil de ser negado tendo como inspiração Instagrammers como MinorityNomad, que foca em capturar a essência verdadeira de cada país que ele visita, desde a culinária até os músicos de rua, empresários locais, e o estilo de vida de expatriados. Outros como Lebackpacker, conseguem capturar a beleza e os benefícios da solidão entre a natureza através de imagens de paisagens. Ambos os estilos capturam a beleza e a autenticidade de fotos cândidas de uma maneira mais moderna.

Como resultado, as imagens sobre viagens são menos controladas pelas empresas de turismo e mais pelos viajantes individuais que exploram além dos caminhos usuais.

Esse aumento de viajantes experimentais e solitários mostra como queremos sair de lugares populares congestionados e nos tornar exploradores de verdade. A percepção é que um país é mais do que apenas uma cidade grande. É sobre se conectar com culturas que não teriam exposição de outra forma e se sentir livre das amarras que te trouxeram para essa jornada em primeiro lugar.

O Crescimento Meteórico do Veganismo