Dia da Terra: O meio ambiente durante o COVID-19

Tendências / Sustentabilidade
Malte Mueller
1138909650
Rebecca Swift
abr. 21, 2020
Até o mês passado, vimos um aumento no interesse e no uso de imagens relacionadas a questões ambientais e sustentabilidade nos setores com os quais trabalhamos. A pesquisa do Visual GPS da Getty Images concluída em fevereiro indicou que 92% dos consumidores em 26 países estavam preocupados com a forma como tratamos o planeta, com 85% preocupados com a poluição do ar.

Desde a crise ambiental de 2006 alimentada pelo documentário de Al Gore, Inconvenient Truth (Uma Verdade Inconveniente) e a iconografia do urso polar na calota de gelo diminuindo quando a crise financeira ocorreu em 2008 e a recessão veio logo a seguir, não vimos imagens similares sobre esse tema novamente até os últimos 18 meses. Isso naturalmente levanta a questão… o que acontecerá com as preocupações ambientais na crise do COVID‑19?
Até hoje, enquanto a maioria das pessoas focaram no novo normal e nas preocupações financeiras imediatas, os moradores urbanos estão descobrindo que o meio ambiente é uma parte muito maior de nossas vidas do que antes.

Em um período muito curto de tempo, já temos uma compreensão maior do nosso impacto no planeta. Os canais de Veneza estavam limpos e vimos o retorno dos peixes, os níveis de óxido de nitrogênio na China estão um terço mais baixos do que no ano passado, a vida selvagem está se aventurando em ambientes urbanos e, em uma semana, os níveis de monóxido de carbono na cidade de Nova Iorque caíram pela metade. A vida em casa é uma alternativa pessoal e ecológica.
Na Getty Images, sustentabilidade (teve um aumento de +142% desde o ano passado) e vida sustentável (+201%) estão dentro das tendências de comportamento de pesquisa. Enquanto geralmente vemos aumento no interesse pelo meio ambiente à medida que a economia cresce, e o interesse diminui conforme a economia encolhe, o ambiente se tornou inextricavelmente vinculado ao bem‑estar durante a crise do COVID‑19. Governos ao redor do mundo criaram uma associação entre cuidar de nós mesmos e de nossas famílias e passar o tempo ao ar livre. Nosso exercício diário está ligado à corrida e/ou caminhada ou ciclismo fora de casa. Compreensivelmente, visualizar pessoas solteiras, casais, famílias ao ar livre, mas não se socializando, é a chave para ressonar com as aspirações atuais do consumidor e, como resultado, vimos um aumento de 766% nas pesquisas relacionadas às pessoas e ao meio ambiente. Curiosamente, as empresas de viagens, que foram duramente atingidas pelo COVID‑19, já se dedicaram a criar visuais de cenários atraentes, com muito menos pessoas do que antes.

Assim, à medida que avançamos na novidade de documentar a vida doméstica, trabalhando de uma maneira diferente e nos altos e baixos da convivência, os visuais se afastam do que estamos presos e do que gostamos. Atualmente, o ar livre é reduzido a um subsídio diário, mas isso vai melhorar, sendo que se reconectar com a natureza, encontrar inspiração e descanso ao ar livre continuará sendo agradável (e gratuito)!
Visual GPS: Sustentabilidade