O aumento dos negócios secundários

Tendências / Bem-estar
Klaus Vedfelt
1036148720
Rachel Brinton Matthews
jul. 11, 2019
‘Ganhe mais dinheiro sem precisar deixar o seu trabalho’ – esse é um anúncio tentador. De acordo com um estudo do Bankrate 2018, por volta de 37% dos americanos agora têm empregos adicionais, e alguns ‘trabalhos’ que podem ser feitos diretamente do conforto do seu sofá. Desde de blogs de turismo até reciclagem de móveis, tornar passatempos em dinheiro nunca foi tão fácil, de acordo com a Forbes.  

Muitos da geração Y estão aderindo aos trabalhos freelancer para ajudar a pagar a faculdade ou para pagar outras dívidas. Isso indica que essa estratégia de rendimento extra seja talvez menos ‘para ter mais’ e mais ‘uma necessidade’.

Para muitos, o desafio é equilibrar um trabalho normal das 9 às 17h, enquanto você ainda gerencia o ritmo caótico de desenvolver um novo negócio. Mas, como trabalhos flexíveis são agora sinônimo de muitas profissões, é possível para as pessoas coincidirem suas tarefas, habilidades e estratégias de fazer networking e de fazer negócios de qualquer lugar do mundo.

Enquanto o salário possa ser uma das motivações mais óbvias, essa tendência não está de forma alguma conectada em oportunidades financeiras – muitas pessoas estão desenvolvendo trabalhos de freelancer por razões de consciência, sintonizando instintos criativos ou trabalho de habilidades manuais como uma forma de escape do que eles não estão encontrando em seus trabalhos atuais. Tornar da sua paixão um trabalho pode às vezes oferecer recompensas financeiras, mas para muitos é apenas outra maneira de se expressar e libertar. Como professora de ioga, eu posso garantir isso!
A Volta do Carboidrato