Visualizando a Saúde Mental

Tendências / Bem-estar
Zach Wolfe
1221047688
Rebecca Rom-Frank
mai. 26, 2020
De filmes como Scream até Família Soprano, as representações visuais sobre saúde mental estão sempre evoluindo, normalizando o tema conforme isso acontece. Nossos dados do Visual GPS confirmam que 91% dos consumidores acreditam que é importante conversar sobre saúde mental, e 90% dizem que tentam cuidar de si mesmos emocionalmente. A pandemia do COVID‑19 trouxe um isolamento e uma nova realidade precária, causando uma preocupação global não só sobre saúde física, mas também sobre saúde mental. Com isso,  as marcas estão se esforçando para se conectarem com seus consumidores de uma maneira mais emocional, usando conteúdo visual mais autêntico e inclusivo.

A primeira onde de anúncios na era do COVID‑19 foi direcionada a saúde mental, mas muitos foram criticados por ser muito sentimental e estereotipado. Quando o “novo normal” da vida dentro de casa estava mais proeminente, as marcas mostraram como as pessoas poderiam manter sua saúde mental em casa. Em um anúncio da IKEA é mostrado a comunidade LGBTQ+ dividindo momentos felizes com pessoas queridas; uma série de anúncios da Maltesers mostra a realidade das chamadas de vídeo entre amigos; a Dove capturou a empolgação de cortes de cabelo feitos em casa com vídeos amadores criados por pessoas comuns. Todos esses anúncios celebram os prazeres simples do dia a dia e exibem uma variedade de emoções diferenciadas que vão além da felicidade, mostrando uma visão de saúde mental que as pessoas conseguem entender e se identificar. 
A ioga já há tempos se tornou o símbolo de bem‑estar — ela engloba a saúde física, emocional e espiritual que compõe uma sensação de bem‑estar mais holístico. Para contextualizar, a ioga apareceu pela primeira vez em imagens comerciais no início de 2000, com o objetivo de acalmar os consumidores para que voltassem a consumir após a crise financeira da Dot‑Com. Hoje, na Getty Images, o termo ioga é o 36° termo mais pesquisado ‑ entre mais de um milhão de termos. Imagens de ioga podem até parecer um pouco clichê, mas elas não precisam ser. Conteúdo visual que retrata ioga como casual, divertida e inclusiva entre idade, tipos de corpo e etnias podem ainda parecer atualizadas e relevantes. As práticas de ioga e meditação se tornaram mais populares do que nunca, mas representam apenas uma maneira que algumas pessoas mantém sua saúde mental.

Na Getty Images, nossos consumidores ainda têm interesse em saúde mental; a pandemia do COVID‑19 acelerou esse interesse. Em abril, pesquisas para “ioga em casa” aumentaram em mais de 1160%; “meditação em casa” aumentou em mais de 5900%; e “terapia online” aumentou em mais de 1130%. Até pesquisas para “isolamento pessoal” e “ansiedade” aumentaram, termos positivos como “resiliência” (+116%) e “união” (+114%) também teve aumento, indicando que nossos consumidores estão sempre procurando por maneiras de contar narrativas visuais de uma maneira positiva, especialmente em tempos difíceis.
Ao mostrar exemplos de saúde mental de forma autêntica e inclusiva, as marcas podem se conectar emocionalmente com seus clientes.
Apesar da sociedade ter ido longe para acabar com as conversas cheias de estigmas sobre saúde mental, sempre há mais esforços a serem feitos. O consumo de mídia aumentou significantemente durante a pandemia, mas um estudo de 2019 feito pela University of Southern California descobriu que filmes e televisão ainda não conseguem representar problemas de saúde mental de forma correta. Especialmente agora, há uma oportunidade real para a publicidade preencher essa lacuna e se conectar com os consumidores sobre uma questão que significa o mundo para eles, por isso é importante que as marcas acertem. Sendo assim, é extremamente importante incluir pessoas de todas as etnias, habilidades, tipos de corpo e gêneros em narrativas visuais sobre saúde mental.

Como saúde mental significa algo diferente para cada um, mostrar os prazeres diários oferece possibilidades infinitas. Seja passando tempo com amigos e família, cuidando de animais de estimação, se conectando com a natureza, ou praticando um instrumento musical, mesmo algo pequeno tem uma grande influência. Ao mostrar exemplos de saúde mental de forma autêntica e inclusiva, as marcas podem se conectar emocionalmente com seus clientes, e podem até fazer com que eles se sintam empoderados.
Visual GPS: Bem-estar